Cursos

1º semestre de 2012

Teorias Antropológicas Clássicas: Temporalidade, historicidade e história (ou a falta dela) na formação do campo antropológico. Disciplina oferecida pela profª. Drª. Lilia Schwarcz no Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da USP.

EMENTA

Núcleo Etno-História

O grupo, coordenado pela Profa. Dra. Lilia Moritz Schwarcz, congrega pesquisadores que desenvolvem estudos cuja temática e abordagem inserem-se na região de fronteira e debate entre Antropologia e História. Por conta do enfoque interdisciplinar, o grupo estabelece também diálogos com regiões avizinhadas como as artes, a ciência, a sociologia e a história do pensamento social. Realiza reuniões quinzenais, debatendo as investigações em curso sobre a temática, além de recuperar autores e textos cujas abordagens suscitam discussões para as pesquisas em curso.

Desenvolve também cursos na graduação e na pós-graduação acerca de temas que problematizam a interdisciplinaridade, assim como refletem sobre noções como historicidade, temporalidade e categorias de classificação. O grupo dedica-se ainda a inventariar de maneira crítica autores da história, da antropologia, da literatura e da filosofia que têm tratado da questão da temporalidade em diferentes sociedades, incluindo a “Ocidental”

Dentre os cerca de 20 doutores, mestres e graduandos presentes nos grupos, vários contam com projetos financiados pela CAPES, CNPq e FAPESP. O grupo está vinculado ao Núcleo Marcadores Sociais da Diferença (NUMAS/ Departamento de Antropologia) e ao Grupo Temático da Fapesp "Formação do campo intelectual e da indústria cultural no Brasil Contemporâneo".

Divulgar conteúdo